Sexta-feira, 25 de Junho de 2010
A arte de amar. Sexo espontâneo. Como praticar?

Ao ficarem nus, em pé, explorando o corpo um do outro, o contato físico vai dos pés à cabeça e pode ser um prelúdio excitante para o sexo. Comer é uma experiência também muito sensual, quando se está preparado para compartilhá-la. E não só com frutas. Cremes como chantilly no corpo um do outro para se lamber lentamente mexe muito com os sentidos!

O ponto-chave para o sexo criativo é, na maior parte das vezes, a espontaneidade. Alguns casais não conseguem ser espontâneos e fazem amor de uma forma rígida, sempre numa determinada hora e naquele dia da semana. Isso pode parecer absurdo para um casal mais flexível, mas retrata muito bem a vida previsível e rotineira de bastante gente.

Para muitos, a arte do sexo ´´rapidinho`` é maravilhoso. Tanto que há mulheres que só têm orgasmo assim. Esse tipo de mulher gosta de ser tomada nos braços com ímpeto e velocidade, sem que nada lhe seja perguntado. Para elas, é uma prova de que permanecem atraentes e desejadas. O sexo instantâneo pode trazer também muita satisfação ao homem que se sente recompensado em sua companheira sem se esforçar muito.

Alguns homens, mesmo sem admitir, temem expectativas da mulher na cama e torcem pelo dia em que ela fique ou pareça satisfeita com uma relação mais rápida. De manhã é um bom momento para aquela ´´rapidinha`` antes de levantar e ir para o trabalho.

Prepare-se! Nunca é demais repetir: deve-se sempre estar preparado para o sexo espontâneo, pois uma gravidez não desejada não é nenhuma brincadeira. Prevenir-se com anticoncepcionais e camisinha é um dever dos dois. Até o mais sexy dos lugares e a mais gostosas das ´´rapidinhas`` podem ser estragadas se vocês não estiverem protegidos. Quando sentirem alguma possibilidade de acontecer o sexo espotâneo e a mulher não estiver tomando pílulas anticoncepcionais ou usando DIU, é bom levar um preservativo.

O sexo espontâneo pressupõe também outras medias: dispensar as roupas íntimas e usar só as que possam ser tiradas com facilidade. Camisetas largas, blusas com botões que abram na frente, meias com ligas, tudo isso abre caminho para esse momento mágico e criativo. E embora as ´´rapidinhas`` tenham um lugar especial e charme particular no sexo, dependem, em grande parte, de um conhecimento físico mútuo para serem bem sucedidas. Isso implica conhecer o ritmo do parceiro e as regiões mais sensíveis à excitação, coisas que só podem ser obtidas a partir de relações amorosas mais demoradas, Assim, o casal com um relacionamento estável tem mais possibilidade de gozar o prazer do sexo espontâneo do que dois estranhos que se vêem num breve encontro.
Por: Celso Fernandes, jornalista, escritor.
Colunista de Moda, TV e Literatura. Assessoria de imprensa.
http://modarougebatom.blogspot.com



publicado por adm às 23:43
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.pesquisar
 
.posts recentes

. Posições do Kama Sutra: a...

. Conselhos sobre sexo oral

. Virgindade – A primeira v...

. As principais curiosidade...

. 12 maneiras de se mastur...

. O Sexo dos tempos moderno...

. Os homens também fingem o...

. Erotismo e Poder

. Fantasias sexuais dos sig...

. Você só faz sexo na hora ...

. Impotência Sexual – Dúvid...

. Relações sexuais durante ...

. Sexo Seguro

. Orgasmo Feminino: Como Fa...

. Beijos, abraços, aperto d...

.Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds