Sábado, 15 de Maio de 2010
Sonhos eróticos

Do mesmo modo que as fantasias são conscientes e podem ser modificadas voluntariamente, os sonhos eróticos são a manifestação do inconsciente quanto a pensamentos sexuais reprimidos ou obsessões, e não se podem controlar. 

Um desejo insatisfeito, uma relação proibida, ou a carência de relações sexuais durante um tempo prolongado, podem ser entre outras, as causas dos sonhos eróticos. 

A interpretação dos sonhos realizada por alguns profissionais encontra-se mais relacionada com a personalidade daquele que sonha do que com o significado explícito da história criada enquanto se dormia. 

É difícil conhecer o verdadeiro alcance do sonho, em princípio porque muitas vezes não se recorda tudo o que se sonhou. Em alguns casos aparecem personagens concretas e noutros não. Talvez o mais importante seja o seguinte: os sonhos geralmente não recriam cenas reais ou fictícias com verosimilitude, estando muitas vezes carregados de simbolismos, cuja compreensão é muito complicada para o protagonista. 

Em alguns casos, as histórias correspondem simplesmente a esse desejo reprimido que luta por se manifestar mas que se encontra impedido por barreiras culturais ou educacionais, ou normas sociais que determinam como incorrecto aquilo que se deseja. Nesses casos os sonhos podem ter como protagonistas caras reconhecíveis e situações muito claras e concretas nas quais quem sonha toma parte activa. 

No entanto, noutros casos, quando a repressão é muito mais profunda e inclusivamente se encontram escondidos em algum canto da memória histórica ou quando nem sequer se possui consciência deles, a mente cria imagens difusas, carregadas de tensão ou de doçura, sem caras, nas trevas, onde se desenvolve uma acção que acaba por ser agradável, ainda que possa deixar um certo sentimento de culpa que transmite incerteza e indisposição. 

Por exemplo, sonhar que se faz amor com pessoas do mesmo sexo pode dar origem a uma grande insegurança quanto à firmeza da escolha sexual daquele que sonha, levando-o a duvidar se no seu foro íntimo não um homossexual oculto e se deveria ou não responder a essa chamada. Algo similar e frequente acontece quando o sonho apresenta situações claras de infidelidade, ainda que o sonhador desperte igualmente com essas contradições devido ao facto de se sentir terrivelmente atraído pelo agradável da situação. Como se pode verificar tratam-se de lutas permanentes dos preconceitos pessoais e sociais contra uma maior percentagem de liberdade sexual e de acesso ao prazer. 

Se algo fica claro neste mundo complexo de sonhos é a necessidade de não se deixar levar pelas contradições que este desperta. É aconselhável agir com a maior desenvoltura seguindo o caminho que conduz ao lado agradável da situação, tentando superar alguns prejuízos e aceitando os outros que a prudência indica. A única coisa a descartar é o sentimento de culpa, pois não conduz a nenhuma situação agradável.

Fonte: Alicia Gallotti, O novo Kamasutra ilutrado, Publicações Dom Quixote.



publicado por adm às 23:52
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar
 
.posts recentes

. Sonhos eróticos

.Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds