Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010
Erotismo e Poder

O erotismo e o desejo que partilhamos e expressamos em relação aos nossos parceiros manifestam-se de diferentes maneiras a cada cultura, ganhando expressões singulares através dos tempos.

Para algumas pessoas, a experiência de um carro, de preferência estrangeiro, com um motorista esperando-o(a) para levar a um jantar romântico, à luz de velas, em um restaurante top de linha, terminando a noitada num motel cinco estrelas é o que há de mais erótico neste mundo... Para outras, entrar em um quarto de motel e encontrar seu querido parceiro esperando-o(a) com um par de algemas numa mão e um chicote na outra, pronto para mandá-lo(la) ajoelhar-se, beijar-lhe os pés, tirar a roupa e ser sexualmente "usado(a)", é o que dá sentido à vida...
Assim, percebe-se, a maioria dos envolvimentos sexuais e/ou amorosos traz, em evidência ou de forma subjacente, o poderoso ícone do Poder.
Poder é sexy! (E, qualquer dúvida quanto a esta afirmação, favor ler a reportagem de capa da revista Exame, de outubro passado...)
No primeiro exemplo que apresentamos, o poder foi expresso através do dinheiro, do poder econômico. No segundo exemplo, o poder manifesta-se de maneira, digamos assim, mais "primitiva". E o que isso significa? Significa, apenas, que gosto é gosto. Simples. Algumas pessoas se excitam com manifestações mais "civilizadas" de poder (isso não deveria ser um fetiche também?); outras almejam algo mais visível, mais claro, mais rude, quem sabe...
E, mesmo dentre estas últimas, há inúmeras variações. Por exemplo, a maioria das pessoas envolvidas no BDSM quase sempre combina a relação D/s com algumas das práticas denominadas sadomasoquistas. Para outros, ao contrário, a dominação/submissão é mais erótica do que quaisquer das práticas SM. Para outros, ainda, o contrário é mais satisfatório.
A verdade, contudo, é que, nesse jogo, há uma parte dos envolvidos que considera extremamente excitante entregar o poder a outrem dentro de um contexto erótico. E, como não existem "dois sem um", graças ao bom Deus!, é claro que uma grande quantidade de pessoas adora e considera extremamente excitante ser o depositário daquele poder.
Na verdade, mais do que uma entrega unilateral, o que ocorre aqui é uma troca de poder erótico, muito própria de todos os que praticam SM como estilo de vida. Trata-se de uma troca consensual e negociada, isto é, o quanto de poder encontra-se envolvido e em quais áreas essas trocas vão ocorrer, depende de cada caso, de cada relacionamento.
São todas experiências muito individuais, pessoais, cuja finalidade é o prazer mútuo. E este, é claro, depende das fantasias e das necessidades de cada um. Assim, tudo vai depender, em última instância, da capacidade de explorar as fronteiras da imaginação dentro de um ambiente são. Independente de como e porque agem dessa forma, há um elemento comum a todas essas relações, elemento muito caro à comunidade BDSM: o fascínio pelo jogo da troca de poder.
Fonte: desejosecreto.com


tags:

publicado por adm às 22:39
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar
 
.posts recentes

. Posições do Kama Sutra: a...

. Conselhos sobre sexo oral

. Virgindade – A primeira v...

. As principais curiosidade...

. 12 maneiras de se mastur...

. O Sexo dos tempos moderno...

. Os homens também fingem o...

. Erotismo e Poder

. Fantasias sexuais dos sig...

. Você só faz sexo na hora ...

. Impotência Sexual – Dúvid...

. Relações sexuais durante ...

. Sexo Seguro

. Orgasmo Feminino: Como Fa...

. Beijos, abraços, aperto d...

.Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds