Sexta-feira, 30 de Abril de 2010
Fantasias sexuais dos signos

Carneiro

É uma pessoa fogosa, que gosta de aventuras e muita ousadia na cama.. Suas fantasias sexuais geralmente envolvem lugares inusitados como fazer amor num elevador ou num canto escuro de uma festa. Acredita naquele ditado que diz que o que é perigoso e proibido é muito mais gostoso.
Zonas erógenas: Couro cabeludo e pescoço.
Melhores horas para fazer amor: 19h40, 21h19 e 08h20, 10h39



Touro

Aprecia sexo feito de uma maneira intensa. Tem um jeito forte e bastante sensual. Adora dar prazer ao seu par. As fantasias sexuais deste signo geralmente envolvem bocas, línguas, olfacto e paladar. Sentir o cheiro do corpo da pessoa amada a excita bastante. Adora fazer amor em lugares luxuosos.
Zonas erógenas: Pescoço e ombros.
Melhores horas para fazer amor: 21h20 s 22h59 e 10h40 s 12h59



Gémeos

Uma ilha deserta, uma praia linda e carícias ousadas. Suas transas tem que ser diferentes e criativas. Não é das pessoas mais quentes, por isso precisa de alguns estímulos para se soltar. E necessário também que o casal tenha uma boa sintonia mental.
Zonas erógenas: Costas, peitos e mãos.
Melhores horas para fazer amor: 23h s 01h19 e 13h s 14h39



Caranguejo

Como um dos signos mais românticos do Zodíaco, adora fazer amor debaixo da chuva ou numa linda noite, tendo a lua como testemunha. Tem uma fogosidade implícita que precisa ser despertada com confiança e muito carinho. Quando sente segurança no par, pode surpreender soltando-se completamente.
Zonas erógenas: Seios e barriga
Melhores horas para fazer amor: 01h20 s 03h39 e 14h40h s 16h19




Leão

Ousadia e muito tesão marcam a sexualidade de Leão. Quando se sente atraída fisicamente (e isso não é raro), sai de baixo!! Fica excitada quando elogiam seu corpo e seu magnetismo Sexual. Suas fantasias são criativas e inovadoras. As festas as deixam acesa e louca por um a noite de amor.
Zonas erógenas: Costas e ombros
Melhores horas para fazer amor: 03h40 s 05h59 e 16h20 s 17h59



Virgem

O gosto que o virginiano tem por organização, também faz com que suas fantasias envolvam ambientes arrumados e limpos. Fazer amor em baixo do chuveiro ou mesmo numa grande banheira atraem este signo. Não vai com muita sede ao pote, prefere ir descobrindo devagarinho o corpo do par.
Zonas erógenas: Umbigo e virilha
Melhores horas para fazer amor: 06h s 08h19h e 18h s 19h39



Balança

Estar apaixonada e o principal afrodisíaco deste signo. Quando esta de bem com as coisas do coração, pode ser uma amante maravilhosa. Isso não significa que o sexo seja só pela atracão física. Uma fantasia ideal envolve um jantar a luz de velas, música romântica e muitas carícias preliminares.
Zonas: Erógenas: Cintura e boca.
Melhores horas para fazer amor: 19h40 s 21h19 e 08h20 s 10h39



Escorpião

É o signo do erotismo, a sua sexualidade é muito ardente. Mistérios, lugares diferentes, posições e carícias ousadas completam as suas fantasias sexuais. Tem grande prazer em viver o sexo intensamente e prefere parceiros ousados.
Zonas erógenas: Região genital
Melhores horas para fazer amor: 21h20 s 22h59 e 10h40 s 12h59



Sagitário

Sem barreiras e nem preconceitos quando o assunto sexo, a pessoa deste signo costuma surpreender os parceiros com novidades e inovações, como fazer amor no carro, na praia ou até mesmo numa rua deserta. Quando bate o tesão, age por impulsividade e solta as suas fantasias.
Zonas erógenas: Coxas, pernas e quadris.
Melhores horas para fazer amor: 23h s 01h19 e 13h s 14h39


Capricórnio

Como é considerado apesar do jeito reservado, a pessoa de Capricórnio possui uma sexualidade vibrante. Mas para isso, precisa ser estimulada. Suas fantasias geralmente estão ligadas a noite, aos lugares escuros, aconchegantes e íntimos. Também adora dominar na hora da transa.
Zonas erógenas: Boca, joelhos e costas.
Melhores horas para fazer amor: 01h20 s 03h39 e 14h40h s 16h19h.



Aquário

A pessoa de aquário adora tudo que é novo e diferente. Normalmente prefere parceiros mais velhos e que possam lhe ensinar muitas coisas quando o assunto é sexo. Não há limites na hora de buscar o prazer. Fazer amor ao ar livre ou em lugares exóticos a estimula muito.
Zonas erógenas: Pés, tornozelos e pernas.
Melhores horas para fazer amor: 03h40 s 05h59 e 16h20 s 17h59



Peixes

É o mais romântico de todos os signos e para se entregar de completo precisa estar apaixonada. Suas fantasias envolvem locais misteriosos e místicos. Aprecia a beleza e simplesmente adora fazer amor onde haja água, como chuveiro, rio, mar e piscina.
Zonas erógenas: Seios, pés e costas
Melhores horas para fazer amor: 06h s 08h19h e 18h s 19h39


tags: ,

publicado por adm às 23:43
link do post | comentar | favorito
|

Orgasmos múltiplos

Os orgasmos infinitos femininos, ou orgasmos múltiplos progressivos são uma série de orgasmos que a mulher vai tendo, cada vez mais fortes, até que, em torno do décimo orgasmo, a mulher cai em sono profundo. A intensidade, quantidade e velocidade dos orgasmos varia de mulher para mulher.



Procedimentos Iniciais:

Para uma mulher atingir o orgasmo múltiplo é preciso, que antes de tudo ela esteja excitada e atraída pela situação. Como em uma média as mulheres tem dificuldade de se entregar e confiar em um parceiro novo, esta técnica tende a apresentar maiores resultados em pessoas que já se relacionam a algum tempo e já adquiriram um nível de confiança mútua maior. Fique sempre atento para as expressões faciais, sons, movimentos ou qualquer outra coisa que a mulher possa lhe passar como informação. O seu sucesso depende diretamente da sua capacidade de saber se a mulher está fria ou quente na relação

Uma excelente forma de aumento de rendimento é ter a relação dentro do ambiente de fantasia da parceira, o que aumenta o seu nível de excitação.

Exemplos de fantasias mais comuns:

Carros, praias desertas, lugares com pessoas passando, elevadores, situações de perigo em geral, sado-mazoquismo (consentido), roupas e uniformes civis e militares, mesa da cozinha, pia do banheiro, laje, terraço e etc.

Exemplos de fantasias menos comuns:

Toilet sex, Rape sex, animais, profissões (fotógrafo, ginecologista, padre, professor, etc).

Via de regra as mulheres; diferentemente do homem, que se excitam mais visualmente; tendem a ficar mais atraídas por impulsos físicos, como o beijo, o abraço e carinhos em geral. Tenha isso em mente para um bom rendimento.

Outra forma de captar a concentração feminina de uma maneira bem eficiente é sussurrando e/ou gemendo em seu ouvido. O que vai ser sussurrado muda muito de mulher para mulher, algumas sugestões são: palavras de amor, pornografia leve, pornografia pesada, ofensas leves, ofensas pesadas, etc. É necessário saber exatamente em que tipo a mulher se encaixa, pois, o uso errado destas causa efeito contrário.



publicado por adm às 00:37
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 28 de Abril de 2010
Ménage à trois o que é?

"Ménage à trois" ou simplesmente "ménage" é uma expressão de origem francesa que significa "casal a três" e é utilizada para designar os relacionamentos sexuais entre três pessoas. Podem ser dos seguintes tipos:

Dois homens e uma mulher com bissexualidade masculina;
Duas mulheres e um homem com bissexualidade feminina;
Dois homens e uma mulher sem bissexualidade;
Duas mulheres e um homem sem bissexualidade;
Três homens em ato homossexual;
Três mulheres em ato homossexual.



Nos últimos anos, certas casas noturnas destinadas a casais liberais têm sido um espaço para iniciação e prática do ménage. Elas existem nas cidades maiores do Brasil e em diversas partes do mundo. Tais casas são clubes noturnos com pista de dança e serviço de bar, como se fossem boates tradicionais, acrescentando-se o fato de possuirem salas individuais e coletivas, para prática de sexo coletivo ou exibicionismo, labirinto erótico, mini-cinema e outras atrações do gênero.

Via de regra, a entrada de homens desacompanhados é controlada nestes lugares, o que leva muitos deles a contratarem garotas de programa para formarem um casal e assim poder adentrar aos clubes. São os chamados "casais de mentira" ou "casais arranjados", alvo de polêmica entre os freqüentadores.

A prática do ménage, como a do swing, oferece aos iniciantes um mundo novo de sensações e também um certo risco. Tal risco pode ser físico ou emocional. No plano físico, os riscos dizem respeito às DSTs. No emocional, dizem respeito às reações, nem sempre previsíveis, diante da experiência. É idéia corrente que casais afetivamente envolvidos devem dialogar e ponderar muito a respeito da entrada no mundo do sexo coletivo. Costuma-se dizer que um casal deve estar bem entrosado e "bem resolvido" antes de tentar algo do tipo. Casais que buscam neste mundo um meio para melhorar relacionamentos ruins, ou desgastados, correm um risco de piorar as coisas.

Ultimamente, a mídia tem associado à bissexualidade, notadamente a feminina, um teor estético de proporção inédita. Isto tem estimulado, no início do século XXI, a prática do ménage, com popularização das casas noturnas relacionadas ao assunto e crescente número de eventos, muitos secretos, para o exercício desta fantasia.



publicado por adm às 23:44
link do post | comentar | favorito
|

Herpes genital "doença sexualmente transmissível"

O herpes genital é uma doença de transmissão sexual da zona genital (a pele que rodeia o recto ou as áreas adjacentes), causada pelo vírus do herpes simples.

Existem dois tipos de vírus do herpes simples, chamados VHS-1 e VHS-2. O VHS-2 costuma transmitir-se por via sexual, enquanto o VHS-1 em geral infecta a boca. Ambos os tipos podem infectar os órgãos genitais e a pele que rodeia o recto ou as mãos (especialmente os leitos das unhas) e podem ser transmitidos a outras partes do corpo (como a superfície dos olhos). As úlceras herpéticas não se infectam habitualmente com bactérias, mas algumas pessoas com herpes têm também dentro das úlceras outros microrganismos transmitidos por via sexual, como por exemplo os agentes da sífilis ou da úlcera mole.

Sintomas

Os sintomas do primeiro surto (primário) iniciam-se de 4 a 7 dias depois da infecção. Costumam ser prurido, formigueiro e dores. Depois aparece uma pequena placa avermelhada, seguida de um grupo de bolhas pequenas e dolorosas. Estas rompem-se e fundem-se para formar úlceras circulares, que em geral são dolorosas e se cobrem de crostas em poucos dias. O afectado pode ter dificuldade em urinar e, em certos casos, sente dor ao andar. As úlceras saram em aproximadamente 10 dias, mas podem deixar cicatrizes. Os gânglios linfáticos da virilha costumam aumentar levemente de tamanho e apresentam sensibilidade ao tacto. O primeiro surto é mais doloroso, prolongado e generalizado do que os seguintes, podendo causar febre e mal-estar.

Nos homens, as vesículas e as úlceras podem aparecer em qualquer parte do pénis, incluindo o prepúcio se não houve circuncisão. Nas mulheres, aparece na vulva, dentro e fora da vagina e no colo. Quem tem relações sexuais anais pode apresentar as referidas lesões à volta do ânus e no recto.

Nos imunodeficientes, como os infectados com o vírus da imunodeficiência humana (VIH), as úlceras do herpes podem ser graves, propagar-se a outras áreas do corpo, persistir durante semanas ou mais e, em raras ocasiões, tornar-se resistentes ao tratamento com aciclovir.

As lesões tendem a reaparecer nas mesmas zonas e em outras adjacentes, porque o vírus persiste nos nervos pélvicos próximos e reactiva-se para reinfectar a pele. O VHS-2 reactiva-se melhor nos nervos pélvicos. O VHS-1 reactiva-se melhor nos nervos faciais, onde provoca o herpes labial. De qualquer forma, qualquer dos dois vírus pode causar doença em ambas as áreas. Uma infecção anterior com um destes vírus concede uma imunidade parcial para o outro, fazendo com que os sintomas do segundo sejam mais ligeiros.

Diagnóstico

O médico suspeita da presença de herpes baseando-se nos sintomas do doente. É possível estabelecer um diagnóstico de imediato examinando amostras das úlceras ao microscópio. Para confirmação, enviam-se amostras das mesmas para sua cultura em laboratórios especiais. Os resultados estão disponíveis num prazo de 48 horas. As análises de sangue podem mostrar uma evidência de infecções passadas ou então sugerir que existe uma recente, se se confirmar que os anticorpos estão a aumentar.

Tratamento

Nenhum tratamento cura o herpes genital, mas pode reduzir a duração de um surto. O número destes surtos pode reduzir-se aplicando uma terapia contínua com doses baixas de medicamentos antivirais. O tratamento é mais eficaz se se iniciar rapidamente, em regra dois dias depois do aparecimento dos sintomas. O aciclovir ou os fármacos antivirais relacionados podem ser administrados por via oral, ou então em forma de creme directamente sobre as lesões. Os antivirais reduzem a propagação do vírus vivo a partir das lesões, diminuindo desta forma o risco de contágio. Também podem reduzir a gravidade dos sintomas durante o surto inicial. Contudo, mesmo o tratamento precoce do primeiro ataque não evita as recorrências.

Os doentes com história de herpes podem contagiar os seus parceiros sexuais, sobretudo porque podem não se dar conta de que estão a passar por outro surto.



Complicações do herpes genital

Cerca de 3 a 12 dias depois do primeiro aparecimento das vesículas (ou bolhas) na área genital, o vírus do herpes pode espalhar-se a outras partes do corpo. Contudo, as complicações graves são raras. A membrana que cobre o cérebro (meninges) pode ficar infectada, o que causa vómitos, dor de cabeça e rigidez da nuca. A espinhal medula pode ser infectada e isso provoca debilidade nas pernas. Os nervos da zona pélvica também poder ser afectados, o que causa dor temporária, obstipação, incapacidade de urinar e, nos homens, impotência. Apesar de ser raro, o vírus pode propagar-se através da corrente sanguínea à pele, às articulações, ao fígado e aos pulmões, particularmente nos
recém-nascidos ou nas pessoas com um sistema imunitário deficiente.
A mais frequente das complicações do herpes genital é o reaparecimento das vesículas, que em regra ficam confinadas a um lado do corpo e são menos intensas do que no surto inicial. A pessoa pode sentir mal-estar e comichão, formigueiro ou dor na zona afectada antes de cada acesso. O risco de recidiva na zona genital é maior com o VHS-2 do que com o VHS-1. No entanto, o índice de recidiva varia grandemente. Em algumas pessoas os surtos repetem-se com frequência durante muitos anos. As bolhas podem recorrer e ultrapassar a zona genital até chegar às nádegas, à virilha ou às coxas



publicado por adm às 00:04
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 26 de Abril de 2010
Swing / troca de casais, o que significa?

Swing


O swing ou troca de casais é um relacionamento sexual entre dois casais estáveis que praticam sexo grupal. Existem correntes que consideram o swing quando um casal adiciona um ou mais elementos numa relação sexual.



Tipos de swing

Soft Swing - troca de parceiros com caricias, beijos e sexo oral, não há penetração.
Hard Swing - troca de parceiros com penetração.

Conforme a interação entre os participantes o swing pode ser:

Sexo no mesmo ambiente com bissexualismo (masculino ou feminino)
Sexo no mesmo ambiente com troca de carícias,sexo oral mas sem troca na penetração
Sexo no mesmo ambiente com troca na penetração

Conforme a orientação sexual dos participantes o swing pode ser:


swing entre mulheres bissexuais e homens heterossexuais

swing entre mulheres e homens heterossexuais

swing entre mulheres heterossexuais e homens bissexuais

swing entre mulheres e homens bissexuais

Clube de swing


São locais destinados à prática de swing, com acesso restrito apenas a casais. Em algumas festas temáticas pode ser permitida a entrada de pessoas sozinhas, de um ou ambos os sexos, para fins de ménage. Os clubes podem ser exclusivos para casais swingers, ou terem outras atividades (boate erótica, por exemplo), reservando um dia da semana para eventos swingers. Alguns dos clubes permitem o acesso a pessoas sozinhas em alguns dias da semana ou em alguns casos em espaços separados dos casais.

A maioria dos clubes de swing é dividida em dois espaços: uma boate com música de diversos tipos (gravada ou ao vivo) e um "espaço íntimo", acessível por uma porta discreta.

A boate: sua estrutura pouco difere de uma boate convencional. Os casais dançam, consomem bebida e petiscos como em qualquer boate. O diferencial está nas brincadeiras eróticas e na apresentação de stripteases masculinos e femininos. Às vezes, também ocorrem performances de casais strippers, ou com objetos eróticos. Os strippers costumam interagir com a platéia, mas só o fazem se devidamente autorizados pelo casal ou pessoa abordada. No primeiro sinal de desinteresse, afastan-se. A pista de dança pode ter queijinhos e mastro para facilitar danças eróticas. Em alguns locais, também há estrutura para sex shop, janela indiscreta, paredão e box transparente com chuveiro para performances com água.



O espaço íntimo: varia conforme a casa de swing, embora camão e darkroom sejam tradicionais. A seguir, uma breve descrição do que é possível encontrar na área íntima de uma casa de swing:

camão ou tatame: cama enorme na qual vários casais praticam sexo simultaneamente. Ao seu redor, é comum a presença de vários casais assistindo e estimulando os demais participantes
darkroom ou jogo do quarto escuro (pt): ambientes sem iluminação, completamente escuro, com poltronas ou sofás nos quais os casais trocam carícias ou mesmo relacionam-se sexualmente. O estímulo desejado é mais auditivo que visual, e permite grande privacidade
aquário: quartos com paredes de vidro nos quais os casais se relacionam a portas fechadas enquanto do lado de fora outros assistem
confessionário: salas com camas ou poltronas individuais, separadas do ambiente externo por treliça. Permitem a quem está de fora assistir a relação sexual
labirinto: sala com pouca iluminação, estruturada na forma de labirinto, cujo objetivo é encontrar a saída. No trajeto, os casais trocam carícias e encontram pequenas surpresas, como confessionários, espalhados pelo ambiente.
cadeira erótica: cadeira especialmente projetada para facilitar grande número de posições sexuais



publicado por adm às 23:40
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 25 de Abril de 2010
O inevitavel Ponto G!



Ponto G
O ponto G é uma concentração de terminações nervosas, um corpo esponjoso com vasos sangüíneos e glândulas ligadas ao clitóris que se localiza em torno da uretra onde se situam as glândulas de Skene, que cercam a uretra. O nome "ponto" não é a melhor designação, pois não é necessariamente um ponto, é mais uma área, uma região que varia de mulher para mulher.

Esta área é mais ou menos equivalente à próstata e é extremamente sensível à pressão intensa. Quando estimulada adequadamente, pode proporcionar orgasmos intensos e ejaculações de líquidos pelas glândulas de Skene e a uretra durante a penetração. O estímulo dessa área libera substâncias que bloqueiam a dor durante o parto.

O ponto G foi denominado assim em homenagem ao séxologo alemão-judeu Ernst Gräfenberg - o primeiro médico da atualidade a descrevê-la, em 1950.




Como encontrar o ponto G


Esta zona erógena varia de mulher para mulher, tanto na localização, no tamanho, na textura ou na espessura. Invisível aos olhos e não muito fácil ao tato, situa-se logo abaixo do osso púbico, profundamente na parede anterior da vagina, entre sua abertura e o colo do útero.

Primeiramente, a mulher deve estar bem relaxada para que as paredes vaginais fiquem muito bem lubrificadas, isso fará com que o ponto G fique inchado, cheio de sangue e portanto mais sensível e proeminente. O ponto poderá então ser identificado como uma pequena saliência enrugada, uma área oval de 2 cm, localizada embaixo do osso púbico, na parede frontal interna da vagina.

Com a mulher deitada com a barriga pra cima poder-se-á penetrá-la com o dedo médio e a palma da mão virada para o clitóris: A ponta do dedo deverá então estar tocando o ponto G, onde sentirá uma área mais rugosa ou áspera que o normal, podendo vir a ser duro também devido à excitação feminina. Ao ser estimulado, inicialmente, a mulher poderá sentir vontade de urinar, mas se a estimulação é continua, pode ser sexualmente prazeroso. Como em qualquer outro estímulo humano, pode não ser igualmente prazeroso para todas.

Algumas mulheres não tem consciência da existência do ponto G e da ejaculação feminina - ou se embaraçam com a sua ejaculação. Elas assim aprenderem a ejacular retrogradamente.


tags: ,

publicado por adm às 23:15
link do post | comentar | favorito
|

Fantasias sexuais



As fantasias sexuais são úteis para consolidar a relação e dar asas à intimidade. Mas cuidado com o que imagina, não vão os sonhos assustar a realidade...
Fantasiar é sonhar acordado. Toda a gente fantasia de alguma forma, seja a imaginar que ganha a lotaria, que se vinga do chefe detestável ou que acorda com menos vinte quilos. A fantasia é uma dimensão fundamental da natureza humana. A imaginação fértil que caracteriza as brincadeiras das crianças é sinal de bom desenvolvimento intelectual e emocional.


Quando crescemos, aprendemos a distinguir claramente a realidade da imaginação, mas é bom que consigamos manter a capacidade de nos deixarmos embalar pelas nossas próprias ficções. Mas mesmo quando nos esforçamos para reprimir as fantasias durante o dia, elas acabam por surgir durante o sono.

Compreender as fantasias

As fantasias sexuais variam em função das preferências de cada um. Mas muita gente sente-se desconfortável e até sente vergonha das suas fantasias, receando o rótulo de "tarados" por se excitarem com situações reprováveis aos olhos dos outros.

As fantasias sexuais exprimem, muitas vezes, aspectos do nosso inconsciente. Assumir papéis dominadores ou submissos numa fantasia pode estar ligado ao desejo de experimentar uma personalidade diferente da que temos, sem que isso implique qualquer responsabilidade. E isto pode ser realmente muito excitante! Tal como ficcionar atitudes que nunca teríamos na vida real, como fazer amor num local público ou com determinada pessoa.

Muitas das vezes, as fantasias excitam-nos exactamente por não serem reais. E, muitos casos, se a ficção se tornasse real, deixaria de ser excitante para se converter num pesadelo. Por exemplo, quando uma mulher fantasia com situações de sexo forçado, ela sabe distinguir perfeitamente a ficção da realidade e está longe de desejar, de facto, ser violada.

Muita gente convence-se que o facto de fantasiar com outra pessoa que não o seu parceiro é uma forma de traição, por revelar o desejo de ser infiel ou por ser a prova de que já não se consegue excitar apenas com a pessoa que ama.
Mas raramente este receio tem fundamento. Muitos especialistas defendem que as pessoas que mais fantasiam são precisamente aquelas que se encontram em relações apaixonadas, felizes e íntimas, em que a confiança mútua permite à mente explorar locais e situações que o corpo não tem intenção de visitar.

Os benefícios das fantasias

Diz-se que o sexo começa na cabeça. Uma imaginação activa permite-nos estar prontos para o sexo antes de qualquer aproximação física ter acontecido. A partir daí, o desejo está ao rubro e a excitação fisiológica é muito mais rápida e intensa.

Há quem considere que uma boa imaginação sexual é útil para evitar cair na rotina. Sobretudo se um dos elementos do casal não apreciar grandes novidades na cama, as fantasias são uma forma suave de apimentar e "segurar" uma relação de longo prazo. Aos mais inibidos, as fantasias sexuais podem servir de preparação, enquanto ganham confiança para tentar algo novo.

Aprender a fantasiar

Se acha que não é muito dada a fantasias mas gostava de experimentar, aqui ficam algumas dicas. Se, para os homens, a pornografia é, normalmente, muito entusiasmante, a maioria das mulheres identifica-se mais com histórias, cenários e acessórios eróticos. Procure nas livrarias revistas e livros sobre arte erótica, com imagens bonitas e sugestivas. Filmes ditos "soft porn" apostam mais no argumento e nos detalhes cenográficos do que nos grande planos de sexo explícito das tradicionais fitas pornográficas. Atreva-se a entrar numa sex shop: vai encontrar algemas felpudas, máscaras do tipo "tiazinha", jogos do género trivial persuit (imagine o teor das perguntas...), óleos de massagem, lingerie como não há nas lojas normais... Descubra o que mais a inspira, relaxe e deixe a fantasia fluir.



publicado por adm às 00:06
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Abril de 2010
Atitudes para ajudar o casal a reacender a chama do sexo!





Converse com o (a) parceiro (a) o. Conhecer o desejo e as preferências do outro ajuda a sintonia na cama.

Pratique exercícios físicos que atenuam a tensão e ajudam directamente sobre o organismo liberando endorfinas que proporcionam uma sensação de euforia e bem estar e aumentam a disposição para o sexo.

Qualidade não é quantidade portanto não se preocupe com padrões de outros casais.

Procure se não há causas orgânicas como o diabetes, doenças cardíacas ou falta de apetência sexual.

Reserve um tempo só para o casal. Rotina, filhos, stress, costumam perturbar a vida sexual, por isso é fundamental que o casal procure um espaço onde possam jantar fora, ir ao cinema ou fazer uma viagem de fim de semana.

Não esqueça do seu próprio prazer. É importante que cada um dos parceiros saiba do que gosta e o que quer na cama. É mais fácil chegar ao prazer sem a obrigação de agradar o outro.

Incremente a sua vida sexual: fantasiar é um dos maiores revigorantes para o casal. Use a imaginação para sair da rotina como p.ex. ler o Kama Sutra ou assistir um filme erótico.

Evite levar problemas de trabalho para casa. As preocupações com a profissão devem ser discutidas e resolvidas com os colegas de trabalho.

Evite álcool e fumo em excesso: um cálice de vinho ajuda a relaxar, mas em excesso compromete o desempenho sexual, pois funciona como anestésico, reduzindo a sensibilidade e interfere na produção de hormónios responsáveis pela libido.

Tenha uma vida interessante: invista em leituras, fique a par das novidades cinematográficas, faça cursos, etc. tudo que possa tornar a sua conversa mais agradável e atraente para o parceiro.

Mude de comportamento na cama. Se está acostumado a receber procure dar mais carícias e procure mostrar ao outro onde está o seu prazer e o que mais gosta.

Goste de si. Não tenha inibições com o seu corpo. Deixe a busca do corpo perfeito para os artistas. A vida real tem gordurinhas a mais e músculos a menos.
Concluindo: para que uma vida sexual perdure há que existir amor, diálogo, intimidade, cumplicidade, respeito, humor e saber aceitar a rotina.



publicado por adm às 12:20
link do post | comentar | favorito
|

Como combater a falta de desejo sexual?

A falta de sexo no casal é cada vez mais frequente, devido ao stress, preocupação com a carreira, problemas do dia-a-dia e, como dizia Freud, o homem deve à “sublimação da libido “ o seu desenvolvimento intelectual.
Geralmente por trás da falta de sexo está a falta de “desejo”.
Homens e mulheres têm motivos para acharem-se incompreendidos no sexo.


Devemos lembrar que por trás de um parceiro sexualmente desaquecido, pode estar um homem rebaixado em sua auto-estima.

Várias causas levam à baixa estima que pode arrefecer o desejo masculino. Em primeiro lugar, estão as razões orgânicas: problemas de erecção, ejaculação precoce ou preocupações quanto ao tamanho do pénis. Nesses casos, o desejo existe como potencial. Só esfria por uma sensação circunstancial de inibição. É a falsa falta de desejo.

Cada vez mais presente hoje em dia está, no entanto, um ingrediente externo – a terrível sensação de fracasso profissional. Na sociedade contemporânea, o sucesso no trabalho é uma das medidas fundamentais para determinar o "valor" de um homem, e, por causa disso, o que vai mal no escritório pode se reflectir directamente na cama.

O órgão sexual é o símbolo do poder masculino. Como o desempenho profissional também está ligado ao poder, o mau funcionamento de um pode acabar afectando o outro. Homens pressionados pela competição no trabalho, stressados por um mau momento profissional, angustiados por um sentimento de autodesvalorização, são potenciais candidatos a ter a libido esfriada. De todos os componentes sexuais, o desejo é o que mais flutua ao sabor das condições externas.

O diálogo franco, aberto e constante é fundamental para resolver problemas de falta de sexo no casal e para a manutenção de uma vida sexual activa, criativa, sem preconceitos e satisfatória.

É difícil “forçar” o sexo entre o casal. O melhor seria deixar “acontecer normalmente” conforme o desejo de cada um, pois quanto mais o casal se preocupa pior será a sua “performance”, já que o lado psicológico trabalhará contra o fisiológico, ou seja o “medo de prestação” poderá gerar uma ansiedade que piorará o desempenho e o desfecho.

O melhor e mais saudável é quando “naturalmente” há o “encontro”. Claro que para que isso aconteça podem ser usados alguns artifícios.



publicado por adm às 00:22
link do post | comentar | favorito
|

A 1ª menstruação (duvidas)

A primeira menstruação, chamada menarca, pode chegar a qualquer momento. É impossível saber o dia exacto em que se produzirá, mas existem alguns sinais prévios que podes observar. Em algum momento entre os 9 e os 16 anos, o teu corpo começará a mudar rapidamente. Os teus peitos começaram a crescer, assim como o pêlo na zona púbica. Também começarás a notar na tua roupa interior um fluido esbranquiçado procedente da tua vagina. É o fluxo vaginal. Aproximadamente um ano após estas mudanças, é muito provável que tenhas a tua primeira menstruação.

Na maioria das raparigas, a primeira menstruação surge entre os 11 e os 16 anos, se a menstruação surgir antes dos 11anos ou se depois dos 16 não surgir, é aconselhável consultar um médico de forma a assegurar que tudo vai bem.

Saberás que tens o período quando descobrires uma pequena mancha de sangue na tua roupa interior. Se isso acontecer quando estiveres na escola, não te preocupes: podes falar com o professor, uma professora ou colega que te ajude e dê uma protecção higiénica. Quando chegares a casa, fala com a tua mãe ou com alguém de confiança para resolveres as tuas dúvidas.

Deves pensar que milhões de raparigas em todo o mundo, tem o período tal como tu. E a maioria está fora de casa quando ela surge pela primeira vez. O truque consiste em estares preparada. Podes levar na tua mochila ou carteira a protecção higiénica que te seja mais cómoda (pensos higiénicos ou tampões)

Para alem disso, lembra-te que não há qualquer problema: ter o período é a coisa mais normal do mundo e, mais cedo ou mais tarde, vem a todas as raparigas.

Geralmente, a menstruação é irregular durante os primeiros dois anos. É possível que, depois da primeira menstruação, a segunda só venha alguns meses depois, ou que tenha duas ou mais vezes durante o mês. Também pode ocorrer que uma menstruação dure apenas três dias, e a seguinte sete e a outra quatro... Não te preocupes, é normal. A partir do segundo ano, a menstruação regulariza-se. Tem paciência! Não obstante, em caso de dúvida é sempre recomendável consultar o medico.

Sabes já que a quantidade do líquido menstrual é diferente de mulher para mulher, que não é igual todos os meses nem têm a mesma duração. A quantidade habitual é de 100ml e pode durar entre 3 a 7 dias. Também mudar de cor (de rosa para vermelho escuro no inicio, podendo ficar castanho no final) e de textura (algumas vezes será mais espesso que outras). Ocasionalmente, podem aparecer restos de endométrico junto á menstruação, algo semelhante a coágulos. Não te preocupes, é algo normal e acontece a todas as raparigas.



publicado por adm às 00:18
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar
 
.posts recentes

. Posições do Kama Sutra: a...

. Conselhos sobre sexo oral

. Virgindade – A primeira v...

. As principais curiosidade...

. 12 maneiras de se mastur...

. O Sexo dos tempos moderno...

. Os homens também fingem o...

. Erotismo e Poder

. Fantasias sexuais dos sig...

. Você só faz sexo na hora ...

. Impotência Sexual – Dúvid...

. Relações sexuais durante ...

. Sexo Seguro

. Orgasmo Feminino: Como Fa...

. Beijos, abraços, aperto d...

.Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds